Lições de superação que aprendemos com Thor em “Vingadores: Ultimato”​

0
498

Agora que os irmãos Russo, diretores de Vingadores: Ultimato, já disseram que os spoilers estão liberados, posso finalmente escrever este artigo.

Mas, se você ainda não se ligou, esse artigo conterá alguns spoilers do filme.

A partir daqui, prossiga por sua conta e risco.

Thor, o Deus do Trovão, nunca foi um dos meus personagens favoritos do Universo Marvel. Mas nesse último filme, Vingadores: Ultimato, se tornou o que eu mais me identifiquei. Ele, agora, era gente como a gente: frustrado, indeciso, desanimado, fora de forma e viciado em videogame e bebida!

Ele era um Deus, todo poderoso, cheio de si, bonito, forte. Agora havia se tornado obeso, desmotivado e bêbado. Entender essa jornada do Deus do Trovão pode nos ajudar a entender a nossa própria existência, como mortais, afinal, Thor nada mais é do que uma representação de nós mesmos: seres falhos, que não conseguem superar suas perdas e fracassos.

Nós temos muito mais de Thor em nós do que imaginamos. E entender um pouco desse arco do personagem pode nos ajudar a fazer como ele e dar a volta por cima (ainda que a barriguinha saliente não vá embora)!

1º Ato: Sucesso

Thor sempre foi um dos Vingadores mais fortes. E um dos mais seguros de si também. Ele nunca se abalou ou teve dúvidas do seu poder. Por vezes parecia, inclusive, arrogante e prepotente.

Thor experimentava os louros do sucesso. O opilante sabor do sucesso!

Como muitos de nós, ele enfrentava as batalhas de sua vida e todas as derrotas e dificuldades, sem se abalar. Perdeu sua mãe, seu relacionamento, seu pai, seu irmão, seu reino, seu povo, até seu martelo. Ainda assim encontrou forças para, em uma última fagulha de esperança, cravar o Stormbreaker no coração de Thanos: e fracassar primorosamente!

Mesmo após ver o estalo de Thanos dizimar metade do universo, ele mostra sua força e continua em sua missão. No começo de Vingadores: Ultimato, tem a chance de se vingar de seu algoz e, sem pestanejar, o faz. Dessa vez, seu machado acerta o alvo de forma portentosa.

Vingado! Mas a que custo? Ele continuava sem nada. Sem todos que amava, sem propósito. Agora que conseguiu sua tão esperada vingança, o que fazer?

Quando alcançamos o sucesso, mas perdemos o propósito, um motivo pra continuar no topo, pra continuar lutando, não há outro caminho a não ser ladeira abaixo. Quem não tem motivação para buscar fazer mais, ser mais, está fadado ao…

2º Ato: Fracasso

Depois de perder tudo, inclusive o seu propósito, Thor se isola e passa a viver uma vida medíocre, sem desafios, sem exposição. Comer, beber e ter pequenos momentos de diversão é o que lhe faz esquecer do mundo devastado que se esconde além de sua janela.

Seu sorriso, seu sarcasmo e seu humor escondiam um homem amargurado, triste, deprimido. O maior dos Deuses Nórdicos sofria uma das doenças mais humanas: depressão.

E por quantas vezes nós, meros mortais, já nos sentimos assim? Tristes, deprimidos, ansiosos, sem saber qual caminho seguir, sem propósito, buscando pequenos prazeres para esconder nossas agruras?

No entanto, o primeiro passo em direção a uma nova vida é aceitar e reconhecer que está em dificuldade, no fundo do poço. Só assim é possível iniciar a caminhada para…

3º Ato: Redenção

Negar a existência do problema não faz ele desaparecer, nem diminuir. Só faz com que você adie a solução e sofra mais.

A depressão é uma goteira em sua testa. Ficar parado esperando que cesse, não vai resolver. Você precisa levantar e fazer algo!

Foi o que Thor fez. Com a ajuda de seus amigos, enfrentou seu problema, admitiu sua fraqueza e a encarou. Ainda que com dúvidas em sua mente, com saudade em seu coração, encontrou um propósito para continuar lutando e se redimir.

Não é fácil. Você provavelmente não é nenhum Deus do Trovão e provavelmente não tem amigos com poderes sobre-humanos. Mas, você certamente tem amigos incríveis, com amor no coração e carinho para te ajudar a sair de qualquer fossa.

Se sentir que está fracassando, perdendo o foco, o propósito, se afogando lentamente, grite! Agarre a boia ou a mão mais próxima e não se deixe afundar!

Você é humano e possivelmente vai se sentir fraco e desmotivado em algum momento da vida. Mas, nesse momento, encontre o Thor que há dentro de você. Sinta o poder fluindo pelo seu corpo, levante, encontre um propósito e siga em frente…

Custe o que custar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.